November, 2017

Vidas culpáveis. O controlo neoliberal do crime: Novo libro de Borxa Colmenero

Sunday, November 12th, 2017

Vidas culpaveis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

[GAL] O investigador do ECRIM, Borxa Colmenero Ferreiro, vén de publicar o seu primeiro libro, Vidas culpáveis: O controlo neoliberal do crime (Santiago de Compostela: Laiovento, 2017), que é resultado da súa tese doutoral, defendida en setembro de 2016.

Da contracapa do libro:

“As instituições de encerramento prototípicas da sociedade disciplinar, tais como a fábrica, a escola ou o cárcere, nas que o indivíduo ficava ao dispor do poder para a sua correção, foram incapazes de cumprirem o seu objetivo principal, perante a implosão dum modelo social em que um número crescente de vidas acabou por ficar de fora da institucionalidade. A deslocalização da produção, a terceirização da economia ou a deterioração das agências welfaristastornaram, então, obsoleta a espessa rede de mecanismos de controlo próprios do disciplinamento. Ora, também não nos encontraríamos na atualidade perante um capitalismo desorganizado ou irracional incapaz de reconduzir a situação sem recorrer à repressão, senão, antes bem, perante uma racionalidade de governo que extravasa os tradicionais marcos da punição estatal. Por outras palavras, não voltamos a um Estado essencialmente punitivo, mas a um modo de governo que, acima de tudo, aquilo que busca é administrar eficaz e eficientemente o seu corpo social.”

Índice

Prólogo………………………………………………………………………………….9

Introdução………………………………………………………………………….. 15

PRIMEIRA PARTE: O controlo através da liberdade………………….. 25

  1. Gestão gerencial do crime…………………………………………………27

1.1. A razão neoliberal na penalidade………………………………… 31

1.2. Práticas atuariais e controlo dos riscos…………………………. 36

1.3. A estratégia punitiva economicista………………………………. 42

  1. Difusão das práticas gerencialistas na política criminal…………. 49

2.1. Lógica de mercado no sistema penal e penitenciário……. 55

2.2. Crise do modelo punitivo expansionista………………………. 60

2.3. A modulação neoliberal da punição……………………………. 67

SEGUNDA PARTE: O controlo através da punição……………………. 73

  1. A volta ao poder soberano ………………………………………………… 75

3.1. A exceção como estrutura de soberania contemporânea…..81

3.2. Exceção permanente e decisão soberana…………………….. 86

3.3. Homo sacer: a vida como limite da excecionalidade…….. 92

  1. Singularidades do controlo penal dos inimigos…………………… 103

4.1. Guerra Global contra o Terrorismo (2001-2008):

a expansão do excecionalismo…………………………………. 105

4.2. Guerra Global Contra o Terrorismo (2009-2017):

o repregue do excecionalismo………………………………….. 112

4.3. Excecionalismo global na União Europeia:

uma penetração conflituosa……………………………………… 121

4.4. Excecionalismo global na Espanha:

a persistência do inimigo interno……………………………… 133

Bibliografía………………………………………………………………………… 155